Sábado, 08 de Maio de 2021
99 99999-9999
Faz bem saber Saúde

Como adiar a cirurgia plástica?

Médica dermatologista dá dicas

11/04/2021 00h15 Atualizada há 4 semanas
Por: Saiba Hoje Fonte: Luciana Neder*
Luciana Neder é médica dermatologista e professora de dermatologia da UFMT
Luciana Neder é médica dermatologista e professora de dermatologia da UFMT

20 anos, a cirurgia plástica facial era a única opção de tratamento para rejuvenescimento. Muitos pacientes já realizavam a primeira cirurgia por volta dos 40 anos, quando o envelhecimento se tornava visível. Esses pacientes, aos 70 anos, já haviam passado por diversas cirurgias e evoluíam para uma pele muito esticada, com uma aparência
artificial. Atualmente, as técnicas cirúrgicas evoluíram bastante, mas a plástica facial tem sido postergada cada vez mais, devido ao aumento e evolução dos tratamentos dermatológicos menos invasivos.

Com o avanço do conhecimento científico, começamos a perceber que não adiantava apenas “puxar” a pele para rejuvenescer, pois os sinais de envelhecimento ocorrem por um conjunto de fatores e não apenas pelo excesso de pele. O avanço da idade faz com que ocorra algumas alterações como: perda óssea na face, diminuição e escorregamento das bolsas de gordura faciais (formando o bigode chinês, a ruga de marionete e o buldogue), excesso de rugas na testa, na área dos olhos e ao redor da boca,  perda da elasticidade e excesso de manchas na pele.

Um tratamento dermatológico avançado busca restaurar e manter características da pele jovem, estimulando colágeno para correção da flacidez (com o uso de substâncias injetáveis como os bioestimuladores e o preenchimento com ácido hialurônico, ou com uso de lasers e tecnologias). Age também diminuindo a formação de rugas e investe em uma pele com um aspecto saudável, com menos manchas e irregularidades, através do uso de cremes, ácidos rejuvenescedores e lasers.

Enfim, com a medicina a nosso favor, podemos sim adiar a cirurgia plástica e, quando ela for necessária, estaremos com uma pele bonita, saudável e de boa qualidade para a cirurgia.

*Luciana Neder é médica dermatologista, professora de dermatologia da UFMT, tem doutorado
em medicina pela USP e é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia-SBD.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.